Últimas Notícias

img1

Nova Cantu realiza capacitação sobre controle alternativo de pragas

 

No dia 24 de novembro de 2021 foi realizada na Vila Rural Araucária em Nova Cantú, a Oficina de Controle Alternativo de Pragas. O evento contou com a participação 11  produtores de hortaliças da agricultura familiar, moradores das comunidades Água dos Marianos, Caratuva, Jesusalém, São Jorge, Santo Rei e Vila Rural,  sendo fornecedores do comércio, feira livre e programas governamentais – Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

O evento teve carga horária de 3 horas, e durante a oficina foram abordados conteúdos técnicos: Manejo alternativo de pragas das hortaliças; Preparo de caldas repelentes; Uso de plantas amigas e produtos ecológicos para repelência e controle de pragas e Construção de armadilhas para monitorar/controlar insetos nocivos.

A oficina foi conduzida pelo extensionista José Carlos Denck do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – IAPAR-EMATER. Para ele, a oficina possibilitou que os participantes conhecessem diversas técnicas de preparo de produtos alternativos para controle de pragas.

 Durante a oficina os olericultores aprenderam a preparar e usar as caldas repelentes bem como, de preparados naturais para controle de insetos. Foram orientados para, num surto mais agressivo de pragas de hortaliças, contarem com inseticidas ecológicos como óleo de Neem e Bacilus Thuringiensis. Além de fazer parte de sua programação no Projeto Hortaliças, produzir com boas práticas de produção. 

A orientação enfática é para não usar produtos químicos, como requisitos para viver a Olericultura Orgânica que deverá ser realizada em 100% das áreas  para a merenda escolar do Estado do Paraná, já em 2030. 

O segundo o extensionista do IDR-Paraná, estes produtos alternativos são menos agressivos ao homem e à natureza, com função de repelência, atração, inseticida e fungicida, aliado ao manejo adequado do solo, planta e água, garante a produção de alimentos orgânicos, sem resíduos tóxicos, fundamental para obtenção de renda, com qualidade de vida para os produtores e consumidores. A qualificação é caminho para capacitar os produtores a enfrentar os desafios de um mercado cada vez mais exigentes, conclui.

O evento contou com participação da Secretaria Municipal de Agricultura e Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

 

 

Fonte: Instituto Emater – Unidade municipal de Nova Cantú – Fone: (44)3527-1164 – e-mail: novacantu@idr.pr.gov.br





 

 

 


Postar um comentário

0 Comentários