Últimas Notícias

Campo Mourão - Encontro de prefeitos, vereadores e secretários municipais de agricultura.

 


              Em um grande evento realizado pela Comcam e IDR-Paraná, na manhã dessa quinta-feira (26), o secretário estadual de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, fez o lançamento do manual para secretários municipais de Agricultura, na ocasião apresentou também o Sistema Seagri e reforçou a parceria do Estado juntos aos municípios. O evento foi realizado no teatro municipal, com a presença do presidente da Adapar, Otamir Martins, do presidente do IDR/PR, Natalino Avance de Souza, deputado estadual Douglas Fabrício, de 22 prefeitos da Comcam, secretários municipais, vereadores, entre outras autoridades.

            Segundo Ortigara, o manual elaborado pelo IDR-Paraná busca estabelecer uma agenda em comum com os municípios. “Todos nós somos agro dependentes então há uma soma de esforços entre Estado e municípios com suas equipes, prefeitos, e secretários municipais de construir uma agenda a favor de assuntos relevantes”, destacou.

            O secretário comentou que o manual é uma ‘simplificação do relacionamento entre municípios e Estado. “É um indicativo pelos nossos profissionais, de como pode ser facilitada esta relação. A ideia é atingir objetivos nobres como melhorar a vida da população rural, melhorar infraestrutura, apoiar tecnicamente os produtores, fortalecer o associativismo e cooperativismo, melhorar estradas rurais, entre várias outras ações”, frisou Ortigara. “Não temos todas as soluções, mas vamos fazer uma tentativa de somar nossos esforços para a gente avançar”, complementou.

            Sobre o Sistema Estadual de Agricultura do Paraná (Seagri), o secretário comentou que ele tem como objetivo tornar o Estado mais competitivo também na área de tecnologia para o agronegócio, da mesma forma que já é na produção de alimentos.

            “Temos uma entrada forte na agricultura, é na pesquisa, orientação, manejo e solo, pragas, doenças, entre tantas técnicas. É um conjunto de ações que permite potencializar ainda mais o nosso agro. Por isso é importante estar apresentando aos prefeitos e suas equipes esta  proposta do sistema”, falou.

            O presidente da Comcam, Leandro Oliveira, prefeito de Araruna, destacou a parceria da secretaria estadual de Agricultura com os municípios. Segundo ele, Araruna é ‘prova’ disso. “Sou testemunha destas ações. São várias as ações que vêm sendo realizadas em nosso município melhorando a vida de quem mora no campo”, destacou. “Só temos de agradecer ao Governador Ratinho Júnior e ao secretário Ortigara por manter este alinhamento com os municípios melhorando a vida ao produtor, promovendo o desenvolvimento local sustentável”, afirmou.

            Oliveira informou ainda algumas ações do Governo do Estado executadas pelo IDR-Paraná na área da Agricultura na região da Comcam. Na área de crédito rural safra 20/21, por exemplo, foram  841 planos de crédito liberados para a região somando mais de R$ 36,3 milhões. “A Comcam é a terceira região do estado com maior volume de recursos aplicados”, disse.

            Além disso, a Comcam foi contemplada com 712 unidades do Programa Trator Solidário. Foram feitos também investimentos em melhorias de trafegabilidade rural com 39 quilômetros de pavimentação com pedras poliédricas em 17 municípios da região, ultrapassando R$ 20,7 milhões investidos. Além disso, foram repassados R$ 588,4 mil às prefeituras para aquisição de óleo diesel  para recuperação de 289 quilômetros de estradas rurais em 11 municípios.

Já pelo programa de Microbacias, 13 municípios foram contemplados pelo  Estado com investimentos de mais de R$ 2 milhões, beneficiando 1.775 produtores rurais. “Os investimentos vão além disso, a região tem 294 beneficiários do Tarifa Rural Noturna com 328 ligações dos quais 125 estão inscritos no programa renova Paraná para energia fotovoltaica. Temos também 4.738 crianças beneficiadas pelo Programa Leita das Crianças; entre outras ações”, destacou Oliveira.

O diretor presidente do IDR-Paraná Natalino Avance de Souza em sua fala enfatizou projetos que estão aportando recursos na região, tais como Programa família paranaense/ nossa Gente Paraná, com aporte de R$1.300.000,00, beneficiando 470 famílias.

O programa Coopera Paraná, que no Edital 01/2019 em 06 projetos já pagos no valor de R$ 1.549.048,00 beneficiou 06 organizações rurais em 4 municípios.

E que no edital 01/2021 foram apresentados 7 Projetos, no valor de R$ R$ 2.037.798,00, para beneficiar 07 organizações de 5 municípios da região.

            O secretário destacou ainda os mais 50 quilômetros de estradas rurais que serão pavimentadas em 15 municípios. Na Comcam, Ubiratã foi contemplada com o projeto. Os convênios para liberação de recursos às prefeituras foram assinados nesta emana, totalizando R$ 14.244.616,13 milhões em investimentos.

            Os recursos fazem parte do programa Estradas da Integração, coordenado pela secretaria estadual de Agricultura e do Abastecimento (Seab). Ortigara, ressaltou que o Paraná possui mais de 200 mil quilômetros de estradas rurais, dos quais 100 mil formam importantes troncos de ligação entre cidades e vilas, distritos e comunidades. Dessa maneira, as estradas são selecionadas segundo sua importância para a mobilidade no município.

            “Estrada boa faz bem para a saúde, para a educação, para o comércio. Mas, para a agricultura, esse é um fator de competitividade. Uma estrada melhor contribui para reduzir custos de frete. E quanto menores os custos, mais pode sobrar no bolso de quem produz”, destacou Ortigara.

            “A gente tem uma intensa movimentação diária de insumos que vão para as propriedades rurais, como pintainhos, ração, sementes, fertilizantes, mudas, e um intenso fluxo inverso, com os produtos saindo dessas propriedades – leite, frango, suínos. Por isso, ter uma estrada em melhores condições acaba por contribuir para uma renda maior desses produtores”, reforçou o secretário.

            Com as novas liberações, o Paraná chega a 54 convênios de pavimentação de estradas rurais formalizados em 2021. Juntos, eles somam 218,4 quilômetros e R$ 65,89 milhões em investimentos. O secretário estima que, neste ano, o programa ultrapasse R$ 160 milhões investidos, com cerca de 700 quilômetros pavimentados. A maior parte das vias é feita com pedras irregulares, mas o material pode variar segundo o solo de cada região.

 

Fonte - Walter Pereira-Tribuna do interior de Campo Mourão.









Postar um comentário

0 Comentários