Últimas Notícias

Comunicação impressa Coamo completa 45 anos

Mídia começou como um Informativo, passou para um Jornal e atualmente é uma Revista

Em novembro de 1974, circulou pela primeira vez o Informativo Coamo, que foi o início da comunicação impressa da cooperativa. “O nome não importa, e sim a mensagem que chegará até os Senhores. Seremos mais um elo entre a Cooperativa e os Cooperados”, constava no primeiro dos cinco parágrafos do Editorial inaugural da publicação.

A capa da primeira edição apresentou uma foto aérea de armazéns da cooperativa, matéria contendo informações da comercialização da soja safra 1974/75, balancete das contas encerradas em 30 de setembro de 1974, dicas da cultura da soja e matéria sobre o título de Cidadão Honorário ao então presidente da Coamo Fioravante João Ferri, por ocasião do 27º aniversário de Campo Mourão.

O primeiro editor foi o engenheiro agrônomo Claudio Francisco Bianchi Rizzatto, na época, assessor de Cooperativismo da Acarpa, hoje Emater, que trabalhava no convênio Coamo/Acarpa, e é atual vice-presidente da Coamo. “Sentimos que precisava mais. Por isso, a ideia do surgimento de um jornal para mostrar a Coamo aos seus cooperados, foi muito importante. Eu tirava fotos, escrevia e diagramava a edição, depois levava à gráfica que fazia tudo letrinha por letrinha no sistema de tipografia onde a composição das páginas era manual. As fotos, por exemplo, eram no sistema clichê. A gráfica imprimia uma provinha para revisão e quando o gráfico errava, eu corrigia e ele tinha que imprimir de novo”, recorda Rizzatto.

Em agosto de 1975, com a edição número 10, o órgão de divulgação da cooperativa mudou de nome. Passou de Informativo para Jornal Coamo e trouxe em seu editorial: “Com esta edição do Jornal Coamo estamos iniciando uma nova caminhada... Esta mudança não teve outra intenção senão dar mais expressão de jornal, pois entendemos que o antigo nome dava a ideia de boletim e muito pouco de jornal.”

Passados 45 anos da primeira edição, Claudio Rizzatto, que colaborou como editor do jornal de novembro de 1974 a maio de 1975, afirma que a comunicação impressa Coamo – que começou como um Informativo, passou para um Jornal e hoje é uma Revista –, vem mantendo e cumprindo seu objetivo como elo entre a cooperativa e os cooperados. “A Revista Coamo se adequou a modernidade com a missão de publicar a cada edição reportagens e assuntos de interesse dos cooperados. Desta maneira, eles ficam por dentro do que acontece na Coamo e no agronegócio.”

O presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, comenta que nesses 49 anos de Coamo, uma das atividades foi manter o quadro social, comunidade e governantes sempre informados sobre tudo da cooperativa. “A Revista Coamo colabora e presta esse serviço, de forma clara e objetiva. São 497 edições acompanhando toda a trajetória da Coamo. Nosso objetivo é manter o cooperado por dentro das novas tecnologias, tendências de mercado e de produção para que possam produzir sempre mais. A Revista Coamo se preocupa em mostrar o melhor caminho”, assinala.

Segundo ele, a revista tem que despertar este sentimento nos cooperados. “Eles têm que sentir que a revista é deles e que fazem parte das matérias, dos assuntos, e assim, a revista tem que trazer a vida e o cotidiano da Coamo com transparência e qualidade. Por isso, é que cada edição da nossa Revista Coamo é uma nova conquista dos leitores.”

“É por meio da revista que os leitores ficam por dentro do que está acontecendo com a Coamo e o agronegócio. É um instrumento importante de transparência, não só para os cooperados como, também, para os seus familiares e comunidade em geral", diz o assessor de Comunicação da Coamo, Ilivaldo Duarte. 



Postar um comentário

0 Comentários