Associados de várias regiões do Paraná e do Mato Grosso do Sul integraram a 23ª turma do programa de formação de Jovens Líderes Cooperativistas da Coamo. A formatura foi nesta terça-feira (19) com a presença dos jovens e de familiares em Campo Mourão (Centro-Oeste do Paraná). O curso iniciou no dia 24 de abril e foram mais de 122 horas de curso de aprendizado em seis módulos que tratam sobre a Coamo, cooperativismo, novas tecnologias, planejamento e gestão estratégica, liderança e uma viagem Técnica Cultural aos Entrepostos da Coamo nas regiões Oeste e Sudoeste do Paraná e Paranaguá.

O programa é realizado anualmente pela Coamo com apoio do Sescoop/PR. Desde a primeira edição, em 1998, foram capacitados centenas de associados representando todas as Unidades da Coamo no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

Com a formação, os jovens passam a ser responsáveis pela implantação de um novo modelo de administração rural, muito mais profissional. Na gestão dos negócios na propriedade, ou mesmo quando atuam em parceria em os pais, eles trabalham de forma arrojada, sem esquecer das lições geradas por suas famílias. Com os pés no chão e a mente no futuro, eles buscam resultados concretos baseados na prática do planejamento e gerenciamento, e o sucesso do seu empreendimento.

A Coamo acredita que o processo de mudança para tornar o cooperativismo e o agronegócio mais produtivo e eficiente passa pela formação, educação e desenvolvimento dos cooperados. Para o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, os jovens cooperados representam o presente e, também, o futuro promissor do cooperativismo e do agronegócio e, por isso, a diretoria é a principal apoiadora e incentivadora para a realização deste processo de formação. “O curso tem como objetivo formar novas lideranças e passar noções de como administrar a propriedade de forma que tenham mais renda na atividade. É uma nova geração de associados, novos líderes na cooperativa, entidades e comunidades que estão inseridos, e que darão continuidade à Coamo”, assinala. 

A associada Daiane Trombini Gottardi, de Brasilândia do Sul (Noroeste do Paraná), foi a oradora da turma. Para ela, o curso superou as expectativas em todos os sentidos. “Aprendemos muitos sobre administração na propriedade, como lidar com os possíveis problemas do dia a dia e com pessoas. Foi uma oportunidade enriquecedora a única. Para quem ama a agricultura, como eu amo, que compartilham desse sonho, vale cada segundo do curso”, observa.

Daiane revela que termina o curso com o sentimento de pertencimento. “Somos uma semente da Coamo, que foi semeada e é cuidada continuamente. Sentimos que fazemos parte de todo o processo da cooperativa, que quer a gente por perto. Quando estamos na propriedade imaginamos uma coisa, mas quando a gente vem aqui, conhecemos outra realidade, e isso é muito forte”, destaca. 

De acordo com o associado Elvis Lima Deltrejo Júnior, de Aral Moreira (Sudoeste do Mato Grosso do Sul), o curso ajudou a desenvolver os participantes como administradores rurais, a conduzir a propriedade como empresa buscando sempre bons resultados. “Estamos um pouco longe da sede da Coamo e ficamos lisonjeados de participar de um curso que tem grande importância para a cooperativa. Pudemos aprimorar nosso conhecimento e melhorar o trabalho como um toda na propriedade rural.”

O professor Juacir João Wischneski, instrutor do curso, destaca o empenho e dedicação da 23ª turma. “Foi uma turma com média de idade baixa, mas com muita responsabilidade. Desde o primeiro momento, passaram a assumir isso. Brincavam na hora certa, mas no momento de trabalhar, trabalhavam muito. A cada turma é uma emoção diferente. Deixo sempre a mensagem para que não parem de estudar, busquem conhecimento. Eles não podem parar no tempo, a liderança tem que continuar sempre ativa.”

O programa Jovens Líderes da Coamo foi premiado em 2004 pela OCB e Revista Globo Rural como o “Melhor Programa de Educação Cooperativista” do Brasil. Proporciona mais conhecimento e participação nas atividades técnicas, educacionais e sociais da cooperativa, além da ampliação das habilidades profissionais com uma visão de futuro. O programa capacita a geração de cooperados para desenvolver de forma gradual e contínua o seu potencial de liderança, gestão e administração na atividade rural.