Últimas Notícias

img1

Projeto Inclusão Produtiva Solidária inicia atividades em Roncador

 

O projeto Inclusão Produtiva Solidária integra o Programa Família Paranaense/Nossa Gente Paraná ação do Governo do Estado do Paraná de promoção de atividades de inclusão produtiva para o enfrentamento da pobreza das famílias em situação de vulnerabilidade social residentes no meio rural. No município de Roncador, o projeto é executado pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR Paraná), antiga Emater, em parceria com a Prefeitura do município.


O projeto Inclusão Produtiva Solidária visa a implantação de projetos produtivos coletivos com o objetivo de geração de renda e o estímulo ao empreendedorismo rural. No município de Roncador, o projeto produtivo implantado foi a atividade de costura terceirizada. O projeto está sendo desenvolvido no Distrito do Alto São João por um grupo formado atualmente por 24 integrantes. A proposta tem como objetivo gerar renda para o grupo de beneficiários que se encontra em situação de vulnerabilidade social, principalmente pela falta de trabalho e renda. De acordo com Claudete Oliveira, responsável pelo Centro de Convivência do Alto São João, além de gerar renda o projeto tem também como objetivo fortalecer vínculos familiares e comunitários.


Para apoio às atividades produtivas, famílias beneficiárias do projeto receberam um recurso financeiro no valor total de 36.000,00 para execução da proposta. O recurso financeiro foi destinado pelo Estado do Paraná e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Os valores recebidos individualmente foram reunidos e utilizados de forma coletiva sob a orientação do IDR Paraná para aquisição de itens para a confecção como máquinas industriais, aviamentos, tesouras, ferro de passar industrial, cadeiras, banquetas, prateleiras, dentre outros. Destaca-se a parceria da Prefeitura Municipal e a Secretaria de Ação Social na reforma do espaço físico para o funcionamento do empreendimento, no transporte de matéria prima e produtos confeccionados para as fábricas é a disponibilização de um encarregado de produção que dará suporte ao grupo.


Nesta semana iniciou a capacitação prática que terá duração de 20 horas, logo em seguida, será dado início à produção. A expectativa é que o projeto atinja renda de um salário mínimo para cada integrante.


Além da capacitação, o IDR Paraná e o Centro de Convivência do Alto São João realizaram busca ativa das famílias e elaborou várias reuniões no decorrer de 2021 e 2022 tratando temas de interesse do grupo como Empreendedorismo, Aspectos do Mercado da Confecção, Comercialização e Gestão Financeira com objetivo de organizar e orientar o grupo.


De acordo com Marinalva Oliveira, extensionista do IDR Paraná de Roncador, “a expectativa é que o projeto gere trabalho e renda para as famílias possibilitando a inclusão social, principalmente pelo impacto na redução da pobreza e consequentemente, uma melhoria na qualidade de vida das famílias. Outro aspecto importante é a diminuição do êxodo rural, já que o projeto traz oportunidade de trabalho e renda para a comunidade”.

 

Fonte - Unidade de extensão rural do Idr-Paraná, Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná, Iapar/Emater.








Postar um comentário

0 Comentários