Últimas Notícias

Após corpo da vítima ser encontrado na beira do Rio Bonito, assassino é preso rapidamente pela Polícia Civil de Iretama - PR

Sumido há mais de 12 dias e, após o seu corpo ser encontrado na quinta-feira passada (01) na beira do Rio Bonito, Amauri da Silva, conhecido por Raul, morador de Iretama - PR teve seu assassino descoberto. 

Num rápido trabalho da Polícia Civil de Iretama - PR, o seu amigo de 62 anos, que morava com ele numa chácara localizada à 7 km cidade de Iretama, confessou o crime no dia de ontem (02).

(c) Corpo da vítima encontrado na quinta-feira (01) em estado avançado de decomposição

Segundo informações do Investigador César, Amauri e seu amigo, que confessou o crime foram morar numa chácara juntos. O proprietário do local levou mantimentos para eles para 30 dias e, após 10 dias foi até o local para ver como estavam. Só encontrou o senhor de 62 anos, que disse a ele que o Amauri foi até Iretama há 4 dias e não tinha voltado. O dono da chácara achou estranho, pois estavam num sábado e, o Amauri tinha ido para Iretama na terça-feira.

No dia 28 de junho, o seu Amilton, irmão do Amauri fez o BO de desaparecimento de seu irmão, pois tinha ido procurar o mesmo em todos os lugares que ele poderia estar, casa dos amigos e nos botecos  pois seu irmão e o amigo dele bebiam, mas não o encontrou.

A Polícia Civil de Iretama começou a investigação, foram falar com o senhor de 62 anos, que após ter ficado mais alguns dias na chácara, tinha voltado para a cidade. Ele contou a mesma história. 

No dia 29 após o almoço, o Investigador César, o Amilton, irmão do Amauri e o proprietário da chácara foram até lá. Mas nada foi encontrado, nenhum vestígio de briga. Mas os investigador achou estranho que o Amauri, conhecido como Raul tinha deixado alguns pertences pessoais na chácara, documentos e entre eles o cartão de benefícios. Foi feita uma busca em volta da casa e até um poço abandonado foi verificado, mas nada foi encontrado.

No dia 1 de julho (quinta-feira) o Amilton e demais familiares foram novamente até a chácara. E após uma busca mais detalhada encontraram o corpo de Amauri na beira do Rio Bonito já em estado avançado de decomposição. A polícia civil foi acionada.

No local perto do corpo, foi recolhido um chinelo e o par deste chinelo foi encontrado na porta da casinha da chácara. Isso sugeriu para os investigadores que o corpo poderia ter sido arrastado para a beira do rio.

No dia de ontem (02) o Investigador César voltou novamente na casa do amigo de Raul, ele foi levado para a Delegacia para conversar novamente. Após um tempo ele confessou o crime, mas alega que eles estavam bêbados, que o Raul foi para cima dele e, ele empurrou o mesmo e ele caiu de costas e bateu a cabeça.

Ele disse que ficou desesperado e arrastou a vítima para o lado do rio. A polícia civil aguarda o exame da Necrópsia para ver se tem outros ferimentos no corpo da vítima. Foi feita a representação e ontem mesmo saiu a prisão do homem de 62 anos.

E graças ao grande empenho da polícia civil de Iretama, do Delegado Dr. Henrique Lacerda, do Judiciário e do Ministério Público este crime foi elucidado de forma rápida.

Fonte: Polícia Civil de Iretama - PR (Investigador César)

Texto do Jornalista Claudinei Prado - MTPS 23.455/SP e IFJ 674-BR.

Postar um comentário

0 Comentários