Últimas Notícias

IRETAMA = FORRAGEIRA DE INVERNO DESENVOLVIDO PELO IDR-PARANÁ, GERANDO MAIS RENDA AOS PRODUTORES DE LEITE

 


No período de março a agosto existe a sazonalidade produtiva das pastagens, está associada tanto às condições climáticas, quanto ao ciclo de crescimento das espécies forrageiras. Em geral, a maioria das pastagens disponíveis na nossa região é composta por espécies de crescimento na estação quente, quando florescem, frutificam e maturam, chegando ao final do verão com estrutura fibrosa, plantas com mais colmos do que folhas, que perdem drasticamente o valor nutritivo.

Então com base nisto, O Instituto do desenvolvimento rural do Paraná IAPAR/EMATER de Iretama, vem trabalhando no projeto leite, e realizando ações com vistas ao fortalecimento da pecuária leiteira local. Uma dessas ações, já estão surtindo efeitos nas propriedades de produtores assistidos pelo instituto, que são as implantações pastagens de aveia com sobressemeadura nos piquetes de Tifton e Jiggs ou então apenas a aveia com fonte única de forragem com materiais melhorados como, por exemplo, aveia IAPAR preta 61 e a aveia Branca IAPAR 126.

Principais características da Aveia IPR-61, O ciclo tardio (cerca de 134 dias desde a emergência até a plena emissão de panículas), possibilita maior número de pastejo e cortes, aumenta o rendimento forrageiro e prolonga o período de cobertura do solo. Possui elevada produção de matéria seca e a baixa decomposição da palhada reduzem a população de plantas daninhas e melhoram as propriedades químicas, físicas e biológicas do solo. Características da aveia IPR-126, Boa produção de matéria seca, boa capacidade de rebrote, bom perfilhamento e boa relação folha/colmo, Ciclo precoce até o florescimento (aproximadamente 96 dias), Hábito de crescimento semivertical e altura média de 1,32 m.

Segundo o produtor assistido e Unidade de referência do Instituto no município, o Sr. Émerson Rodrigues: “Plantamos no dia 30 de março, a aveia sofreu com a falta de chuvas que afetou nosso município, mas ela tolerou bem e hoje os resultados já estão sendo vistos dentro da sala de Ordenha, visto que em apenas 15 dias que as vacas começaram a pastejar na aveia, elas saíram de uma média diária de 13 litros para 16 litros por dia, então isto mostra os resultados positivos e só temos isso graças à assistência do IDR para orientar a nos produtores”.

Messias Eulampio que é um produtor que entrou no projeto ano passado, falou: “Ano retrasado eu fui convidado para uma reunião desse material e fiquei encantado com o resultado, enquanto eu não tinha forragem para os animais, no Émerson tinha sobrando, então hoje estou satisfeito e muito grato por receber assistência do Instituto, as mesmas dez vacas pastejando na aveia, aumentaram 40 litros por dia, no final do mês são 1.200 litros a mais de leite e dinheiro no bolso da gente e não quero parar por aqui não, quero evoluir mais”.

“Fizemos um planejamento com nossos produtores assistidos, cada uma na sua realidade e sistema de produção. Hoje estamos colhendo o resultado com o aumento da produção de leite diário por vaca e menor quantidade de utilização de concentrado, aproveitando a época de melhores preços pago por litro de leite, e escassez do produto devido a alguns produtores não ter forragem nessa época. A cada ano mais produtores assistidos ou não do município estão buscando o aumento do uso destas sementes, pois eles viram que esses materiais ficam mais em conta, pois são de ciclos mais longos, possibilitando até 7 pastejo, o que faz uma diferença muito grande no final das contas, mesmo com essa pandemia, nós do IDR estamos sempre orientando nossos produtores na adoção desta tecnologia” comentou o extensionista do IDR-Paraná, Jorge André Silva Fernandes.

O trabalho busca o desenvolvimento sustentável da produção de leite com agregação de valor e renda ao produtor, através do aumento de oferta de alimentos aos animais no inverno com o menor custo beneficio e aumento na produtividade viabilizando cada vez mais a atividade leiteira no Município.

 

Fonte - Unidade de extensão rural do IDR - Paraná, instituto de desenvolvimento rural do Paraná-Iapar/Emater de Iretama.








Postar um comentário

0 Comentários