Últimas Notícias

Ubiratã - IDR-Paraná incentiva uso de Energias Renováveis.

 


A energia solar é uma grande aliada na redução da poluição e das taxas de carbono, afinal, esse recurso é considerado limpo e sustentável, seu e crescente no mundo, inclusive pela sua baixa manutenção, por serem compostos por apenas dois principais elementos — painéis solares e inversores —, os sistemas de energia solar apresentam baixas necessidades em relação à manutenção. Isso é ótimo, pois é possível estender sua vida útil por muitos anos.

Considerando que a fonte da geração de energia fotovoltaica é o sol, podemos afirmar que essa alternativa nunca acabará, afinal, o sol permanecerá sendo a estrela central do nosso sistema.

Não podemos deixar de citar a grande diferença que o uso da energia solar traz para o bolso, esse tipo de sistema de geração instalado no imóvel consegue produzir a maior parte da energia que é consumida no local. O valor do investimento ainda é o maior obstáculo para quem deseja implantar um projeto de energia fotovoltaica em uma casa, um negócio ou uma indústria. A instalação desse tipo de sistema no Brasil envolve um certo investimento inicial, mas a quantia sofre bastante variação. Uma boa pesquisa é a chave da economia!

Ligado a esses fatores, buscando reduzir gastos e preservar a natureza, o produtor rural de Ubiratã-Pr Natalin Magni  procurou recursos e parceira, com apoio da unidade de extensão rural do IDR-Paraná e Agência do Banco do Brasil em Ubiratã, para elaborar um projeto de uma Usina fotovoltaica para sua propriedade, projeto que agradou o produtor e resolveu por em prática, com o recurso via PRONAF MAIS ALIMENTOS Natalin investiu em sua Usina Fotovoltaica, 44 placas solares que podem gerar 2.200 KWH / mês, energia esta que será suficiente para suprir as necessidades de sua propriedade e ainda gerar um saldo mensal que poderá ser usado como abate de outras contas de energia vinculada a Companhia Paranaense de Energia (COPEL).

Natalin satisfeito com seu novo investimento agradece ao IDR-Paraná pelo empenho e agilidade em conseguir fazer com que seu projeto se tornasse realidade e ainda ressalta: “Tomara que este seja de estímulo para os demais produtores do município e invistam em energias renováveis, que este seja apenas o primeiro de muitos”concluiu.

O responsável local pelo IDR-Paraná Jhonata Mendes Alves diz estar muito satisfeito com este primeiro projeto fotovoltaico realizado em Ubiratã, que foi o marco inicial em energias renováveis para os demais produtores rurais do município, após a realização deste projeto, produtores já vem buscando informações na unidade do IDR-Paraná, em breve teremos mais  usinas fotovoltaicas gerando energia limpa e melhorando ainda mais a qualidade de vida nas propriedades rurais do município de Ubiratã afirma o Técnico do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná -IAPAR-EMATER.

Com vistas a apoiar essas iniciativas o governo de estado através da Seab, estará lançando o Programa Paraná Energias Renováveis, com objetivo de ampliar a oferta de energia no meio             rural por meio da Geração Distribuída, seja pela energia fotovoltaica ou uso de biodigestores, aproveitando resíduo animal.

Os beneficiários serão todos os produtores rurais, cooperativas e agroindústrias, com benefícios na qualização de Taxas de Juros, com possiblidade de zerar em alguns casos. Metas Pretendidas no programa até 2030, 100 mil propriedades com geração própria de energia, destas, 90 mil com Solar Fotovoltaica e 10 mil com biogás, com capital investido de R$ 10 bilhões.

A equipe do IDR-Paraná já está sendo capacitada e buscando cadastrar e parceiros e fornecedores nas regiões.

Fonte - unidade de extensão rural do Instituto de desenvolvimento rural do Paraná Iapar/Emater de Ubiratã.





 


Postar um comentário

0 Comentários