Últimas Notícias

Reunião Técnica fomenta piscicultura em Barbosa Ferraz

 


Na última sexta feira, 09, no Centro de Eventos de Barbosa Ferraz, ocorreu uma Reunião Técnica de sensibilização, trazendo informações sobre viabilidade técnica e econômica da atividade.

A piscicultura local e extensiva, sem o planejamento, em policultivo e basicamente para consumo familiar, e não é viável economicamente pela baixa produtividade, a falta de garantia da venda e ciclos produtivos longos, com comercialização mínima na semana santa ou pesque e pague.

O Paraná lidera com 21,4% da produção nacional (172 mil toneladas em 2020). Segundo a Peixe BR, a tilápia foi o destaque na produção brasileira em 2020, com crescimento 12,5%, atingindo 486.155 toneladas (contra 432.149 t do ano anterior), O bom desempenho do Estado foi “puxado” pelo modelo cooperativista de integração, onde a maioria dos produtores de tilápia mantém parcerias com fortes cooperativas paranaenses.

A palestra foi ministrada pelo Engenheiro de Pesca Dr. Jorge Vicente Pereira Neto e tinha como título “Empreendimentos Aquícola: Sistema de produção e viabilidade econômica da Tilapicultura”. Durante sua fala Pereira Neto buscou explicar o sistema de produção que é economicamente viável: a produção intensiva onde a piscicultura é vista com um empreendimento, onde o produtor trabalha apenas com uma espécie (tilápia), tem um planejamento econômico e técnico completo da produção, desde o povoamento dos viveiros com os juvenis de tilápia, até a despesca (retirada dos peixes), aumento da densidade (6 a 7 peixe/m2), acompanhamento da qualidade da água, assistência técnica, alimentação dos peixes diária baseada em tabelas de conversão alimentar e a garantia da venda do peixe para frigoríficos.

O Engenheiro destacou o potencial produtivo que a região centro-oeste do Paraná possui, como principalmente fatores climáticos e oferta hídrica propícia para produção. “O bom desempenho que a tilápia tem conseguido alcançar na região, tem despertado interesse de grandes investidores do agronegócio, e isto é positivo pois geram oportunidades aos pequenos produtores como alternativa de renda e desenvolvimento para as propriedades”, concluiu.

Para os extensionistas do IDR-Paraná de Barbosa Ferraz, Marcos Brito e Marcelo Agenciano, a iniciativa que busca aproximar parcerias dentro da cadeia produtiva da piscicultura (piscicultor, indústria, mercado e poder público) tende a fortalecer o desenvolvimento dos pequenos municípios, criando assim novas oportunidades de negócio e de geração de renda para a agricultura familiar, estimulando a permanecia no campo.

O Secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Barbosa Ferraz, Marcílio Pinto Barbosa, falou aos participantes que “o governo municipal está empenhado em promover o desenvolvimento da piscicultura no município e que a partir desta primeira iniciativa o governo municipal irá disponibilizar um técnico para visitar os produtores interessados em investir na atividade”.

O evento promovido pela Prefeitura Municipal Barbosa Ferraz através da Secretaria da Agricultura e meio Ambiente de Barbosa Ferraz, seguindo todos os protocolos sanitários e contou com apoio/parceria do IDR-Paraná de Barbosa Ferraz, das Associações de Produtores Rurais, CMDRS - Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável de Barbosa Ferraz e Sindicato Rural e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barbosa Ferraz.

 

Fonte: unidade de extensão rural IDR - Paraná, – Barbosa Ferraz   email: barbosaferraz@idr.pr.gov.br














Postar um comentário

0 Comentários