Últimas Notícias

Exército faz operação contra crimes transfronteiriços no sudoeste do Paraná

 


Segundo o Exército, cerca de 400 militares atuam em ação com o objetivo de prevenir, reprimir e mapear pontos que precisam de mais segurança na fronteira.

Cerca de 400 militares do Exército participam da Operação Ágata, que combate crimes transfronteiriços, no sudoeste do Paraná, nesta quinta-feira (8). A região, entre Capanema e Barracão, faz fronteira com a Argentina.

Com apoio das forças de segurança locais, os militares atuam com o objetivo de prevenir, reprimir e mapear pontos que precisam de mais segurança na fronteira, para coibir crimes como o tráfico de drogas, de armas, contrabando e descaminho.

“Nós podemos executar os pontos de bloqueio e controle de estradas, fazer revistas em veículos e pessoas, para verificar as condições e o que estão transportando", explicou o tenente coronel Ricardo Serrazes.

A operação também ocorre no oeste de Santa Catarina, segundo o Exército.

Conforme o Exército, o trabalho é itinerante, por isso, os militares mudam de cidade com frequência.

Fiscalização 

Um dos pontos de bloqueio da operação, nesta quinta-feira, foi no posto da Polícia Rodoviária Estadual, em Francisco Beltrão. No local, todos os ônibus foram vistoriados e o cão da Polícia Militar (PM) farejava as bagagens.

Por causa da fiscalização, o trânsito ficou lento no local, principalmente, nos horários de picos.

Até a publicação desta reportagem, segundo o Exército, foram apreendidos mais de 600 quilos de drogas, aparelhos eletrônicos, vinhos e ventiladores que entraram no Brasil ilegalmente.

Na faixa de fronteira, até 150 quilômetros, o Exército atua com poder de polícia. 

Fonte: G1-Paraná













Postar um comentário

0 Comentários