Últimas Notícias

Preso prefere não deixar a cadeia com medo do COVID-19,.após advogado tentar prisão domiciliar



Um preso da Colônia Penal e Industrial de Maringá (CPIM), no norte do Paraná, declarou que não quer deixar a unidade e ir para prisão domiciliar mesmo após o advogado dele entrar com um pedido na Justiça. O detento, de 65 anos, justificou que se sente mais seguro preso.

A defesa do idoso apresentou o pedido por causa da pandemia causada pelo novo coronavírus - em razão da idade, ele se enquadra no grupo de risco. Até a publicação desta reportagem, a Justiça não tinha decidido sobre a solicitação.

O detento soube do pedido pela assistência social do presídio, ao ser chamado para ser ouvido no processo. “Declaro que o advogado que me representa fez um pedido de prisão domiciliar sem me consultar, contra a minha vontade”, diz o preso, em uma declaração assinada na sexta-feira (3).

O homem está preso há 12 anos e 9 meses, por estupro de vulnerável. Na unidade onde está, de regime semiaberto, ele trabalha na cozinha.

“Quando falei que ele poderia ter que sair, por causa desse pedido da defesa, ele ficou visivelmente contrariado. Quase chorou”, diz Osvaldo Machado, diretor da CPIM. “É uma situação que a gente não esperava”, diz.


Fonte:  G1 Norte e Noroeste.
https://g1.globo.com/pr/norte-noroeste/noticia/2020/04/06/coronavirus-preso-de-grupo-de-risco-pede-para-nao-deixar-a-cadeia-apos-advogado-tentar-prisao-domiciliar.ghtml













Postar um comentário

0 Comentários