Últimas Notícias

Campo Mourão terá mais 25,8 mil metros de redes coletoras de esgoto

Os mais de 25 quilômetros de redes vão elevar para 93% o índice de cobertura da rede na cidade - Foto: Sanepar

A Sanepar está ampliando o sistema de esgoto sanitário de Campo Mourão, no Centro-Oeste do Estado. Estão sendo assentados mais 25,8 mil metros de redes para interligar 1,6 mil imóveis ao sistema de esgotamento sanitário da cidade. Essas obras vão elevar a 93% da população o atendimento com rede coletora de esgoto. E 100% do esgoto coletado recebe tratamento nas duas estações implantadas pela companhia.

Os investimentos de mais R$ 3 milhões vão estender os serviços para as regiões dos bairros Santa Cruz, Jardim Batel, Conjunto Mário Figueiredo, Conjunto José Rocha e para partes do Jardim Esperança e do Jardim Modelo.

A conclusão do empreendimento está prevista para o fim deste ano. A gerente regional de Campo Mourão, Araceli Eliane Pendiuk Stela, lembra que a Sanepar trabalha rumo à universalização do saneamento nas diversas regiões do Estado. “Os sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário melhoram os indicadores de saúde e de qualidade de vida das cidades e Campo Mourão caminha para ter um dos melhores indicadores de esgoto do País”, afirma Araceli.

NOVOS INVESTIMENTOS – No plano de investimentos da Sanepar, já está prevista nova ampliação do sistema de esgoto na cidade. Novas redes coletoras serão implantadas em 2022/2023 com a finalidade de elevar o atendimento para 95% da população. O sistema tem atualmente 598 mil metros de redes coletoras pelos quais são coletados os dejetos de 37,2 mil domicílios.

Segundo Araceli, na implantação das redes, é necessário abrir valas e fazer a movimentação de terra, o que pode gerar transtornos temporários para os moradores. Em alguns casos, é preciso quebrar calçadas e pavimentos. O que for danificado será recomposto até o término das obras.

A liberação da rede para que os imóveis sejam interligados ao sistema será feita de acordo com o cronograma das obras em cada bairro. Portanto, antes de fazer a ligação, os moradores devem aguardar a visita dos técnicos da Sanepar, que irão orientar sobre a forma correta de executar a ligação e definir o prazo em que poderá ser feito o serviço.

Fonte: AEN-PR - Agência Estadual de Notícias

Matéria postada pelo jornalista Claudinei Prado / MTPS 23.455/SP e IFJ 674 BR

Postar um comentário

0 Comentários