Últimas Notícias

AGENDA AMBIENTAL - Prefeito de Nova York anuncia que a cidade terá mais de 9 mil jardins de chuva

Maria Mariana | Redação ANDA

Os jardins de chuva ajudam a reduzir as inundações, melhoram a qualidade do ar e atraem insetos e pássaros

O Programa de Infraestrutura Verde da prefeitura de Nova York, nos Estados Unidos, dará continuidade ao projeto de construção dos jardins de chuvas. A cidade já conta com mais de 4 mil jardins em suas calçadas. As obras iniciadas atualmente irão originar mais de 5 mil jardins, que foram especialmente projetados para os bairros do Brooklyn, Bronx e Queens. O anúncio foi feito pelo prefeito Bill de Blasio.


Foto: Funverde

Com isso, Nova York terá mais de 9 mil jardins de chuva, ajudando a reduzir as inundações e a diminuir os transbordamentos dos bueiros. Estima-se que esta medida irá evitar que cerca de 2 milhões de metros cúbicos de água entrem para o sistema de esgoto da cidade.

“Estamos empregando todos os recursos à nossa disposição para enfrentar o desafio do aquecimento global de frente”, disse o prefeito Blasio em nota. “Estamos dobrando o tamanho do maior programa de infraestrutura verde do país, criando oásis verdes em nossos bairros e protegendo nossas hidrovias para todos os nova-iorquinos.”

Atualmente, Nova York é coberta por mais de 70% de uma superfície impermeável, o que cria enormes volumes de água da chuva que se acumulam no sistema de drenagem durante tempestades. Os jardins de chuva na calçadas funcionam como uma solução para suavizar a paisagem da cidade e ainda permitem que a água da chuva seja absorvida naturalmente pelo solo, reduzindo assim as inundações. Além disso, os Jardins Pluviais também servem como uma ferramenta para melhorar a saúde das vias navegáveis ​​locais.

Os bairros de Nova York que estão recebendo os jardins de chuva são os locais que têm o menor número de árvores e as maiores taxas de asma entre os jovens. O aumento da vegetação criado por meio da adição dos jardins de chuva melhoram a qualidade do ar, proporcionam sombra durante os meses quentes do verão enquanto embelezam os bairros e ainda atraem insetos e pássaros.

Os jardins de chuva são construídos nas calçadas da cidade e não resultam na perda de vagas no estacionamento. Eles se assemelham a canteiros de árvores comuns, mas variam em tamanho, têm cortes que permitem que a água da chuva entre e transborde, além de serem projetados para receber cerca de 10 m3 de água (cada um) durante uma tempestade. Os jardins de chuva são projetados para que toda a água da chuva seja absorvida em menos de 48 horas.

O aumento da infraestrutura verde faz parte da estratégia de US$ 20 bilhões da cidade de Nova York para lidar com os impactos das mudanças climáticas.

Fonte: Anda - www.anda.jor.br / Anda - Agência de Notícias dos Direitos dos Animais

Matéria postada pelo jornalista Claudinei Prado - MTPS 23.455/SP e IFJ 674 BR

Postar um comentário

0 Comentários