Últimas Notícias

Treinamento em MIP Soja em Mamborê



O município possui uma grande parte de sua área ocupada com o projeto grãos, principalmente o cultivo de soja, assim em 20/08/2019, iniciou-se o curso “Inspetor de Campo em MIP Soja”, Parceria entre Instituto EMATER, SENAR e Sindicato Rural.

Mip Soja – Manejo Integrado de Pragas na cultura da soja, é uma tecnologia que visa fazer o controle de pragas de maneira racional, somente quando a população de pragas, na lavoura, atinge o nível de controle, usar os produtos mais seletivos aos inimigos naturais e adotar tecnologia de aplicação adequada. Inimigos naturais são os insetos presentes na lavoura, e que ajudam a controlar as pragas, tecnologia essa desenvolvida pela EMBRAPA Soja, de Londrina, e adotada pelo Instituto EMATER, em seu trabalho de extensão rural.

Para adotar o MIP, o produtor precisa conhecer as pragas, os inimigos naturais, o nível de dano que a cultura tolera sem prejudicar produtividade, o número de insetos-praga necessários para fazer a intervenção com inseticidas, para tanto se torna necessário aprender fazer o monitoramento da lavoura, com visitas semanais no mínimo, usando pano de batida, para fazer contagem e acompanhar evolução das populações de pragas e inimigos naturais e assim determinar se tem nível de dano e necessidade de controle.

O treinamento é importante para que produtores e técnicos discutam estes temas com o orientador, e na sequência, quando a cultura estiver em fase inicial de desenvolvimento vegetativo, sejam feitas as aulas de campo, onde isto é praticado, as aulas teóricas, tem duração de dois dias e as aulas práticas são realizadas em dezesseis encontros semanais, nas propriedades dos participantes.

Trabalhos conduzidos pelo Instituto EMATER, por seis safras consecutivas, em suas Unidades de Referencia pelo Paraná, com aval de EMBRAPA Soja, mostram que a adoção de MIP, ajuda a economizar 50 % das aplicações de inseticidas na lavoura de soja, trazendo benefícios ambientais, alimento de melhor qualidade, redução de custo de produção, melhoria de renda e qualidade de vida da família rural e da comunidade.

Fonte - Unidade local Emater de Mamborê.



Postar um comentário

0 Comentários