Últimas Notícias

Ministério da Agricultura lança programa Brasil Mais Cooperativo


O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo (SAF), lança nesta quinta-feira (4) o programa Brasil Mais Cooperativo. A iniciativa vai apoiar o cooperativismo e o associativismo rural brasileiro através da oferta de assistência especializada, da promoção da intercooperação, da formação técnica e da qualificação de processos de gestão, produção e comercialização nos mercados institucionais e privados.

O secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke, explica que muitas cooperativas e associações ainda apresentam fragilidades do ponto de vista gerencial, além de insuficiente apropriação de ferramentas de gestão, pouca capacidade de planejamento de médio e longo prazos e baixos investimentos na modernização dos seus processos. “Por isso, torna-se fundamental a adoção de estratégias no sentido de qualificar as cooperativas para a inserção nos diversos processos de comercialização. As cooperativas são grandes parceiras da agricultura familiar e nós vamos utilizar esse sistema para potencializá-la. Organizados cooperativamente, pequenos e médios agricultores passam a ter maiores vantagens em termos de escala de produção, redução de custos, logística, facilidade de acesso a insumos e tecnologias de produção”.

Entre as ações previstas pelo novo programa federal está a implantação de projetos de educação, formação e capacitação em cooperativismo e associativismo rural, voltados para técnicos, dirigentes, associados e familiares dos associados. Além de possibilitar a qualificação da gestão e a organização da produção, a iniciativa visa promover a intercooperação através da realização de intercâmbios de conhecimento e de experiências entre cooperativas e associações, considerando as realidades regionais.

Outro foco do Brasil Mais Cooperativo é a ampliação do acesso, por cooperativas e associações, aos mercados privados, por exemplo, redes supermercadistas, e aos mercados institucionais, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). A internacionalização da produção e o apoio a formação de redes produtivas também estão entre as metas do programa.  A operacionalização do programa ocorrerá por meio da celebração de parcerias e articulação de iniciativas com entidades governamentais e representantes do cooperativismo.

Cooperativismo no Brasil
O cooperativismo agropecuário como ferramenta de organização da propriedade e da produção faz com que as unidades cooperadas e associadas tenham grande importância na participação econômica brasileira, sendo responsável por quase 50% do PIB agrícola e envolvendo mais de 1 milhão de pessoas. Dentre todos os ramos de atuação do cooperativismo brasileiro, o agropecuário tem papel de destaque, com 1.618 cooperativas em atividade no país, que geram mais de 198 mil empregos, conforme aponta a Organização de Cooperativas Brasileira (OCB). De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estima-se que 48% de tudo que é produzido no campo brasileiro passa, de alguma forma, por uma cooperativa.

Postar um comentário

0 Comentários