Últimas Notícias

Católicos roncadorenses celebram o Domingo de Ramos



Neste domingo 14 de abril de 2019, os cristãos roncadorenses celebraram  nesta data tão importante do calendário religioso que é o Domingo de Ramos. Fiéis das Paróquias São Nicolau (Ucraniana), e também da Paróquia São Pedro, levaram seus ramos para benção. No domingo pela manhã houve uma procissão da comunidade da Paróquia São Pedro, que teve início com uma celebração no Ginásio de Esportes do Colégio Estadual Ulysses Guimarães, posteriormente seguindo até a Matriz São Pedro, onde foi celebrada a Santa Missa com benção dos ramos pelo Pároco Jorge Pereira da Silva, na Paróquia São Nicolau também no domingo de manhã, foi celebrada a Divina Liturgia com a benção de ramos pelo Pároco Sérgio Saplak.


Origem:

Domingo de Ramos é uma festa móvel cristã celebrada no domingo antes da Páscoa. A festa comemora a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, um evento da vida de Jesus mencionado nos quatro evangelhos canônicos (Marcos 11:1, Mateus 21:1-11, Lucas 19:28-44 e João 12:12-19).

Em muitas denominações cristãs, o Domingo de Ramos é conhecido pela distribuição de folhas de palmeiras para os fiéis reunidos na igreja. Em lugares onde é difícil consegui-las por causa do clima, ramos de diversas árvores são utilizados.

Ocidente:

A celebração do Domingo de Ramos começa em uma capela ou igreja afastada de onde será rezada a Missa. Os ramos que os fiéis levam consigo são abençoados pelo sacerdote. Então, este proclama o Evangelho da entrada de Jesus em Jerusalém, e inicia-se a procissão com algumas orações próprias da festa, rumo à igreja principal ou matriz.

Em algumas cidades históricas como Ouro Preto, Pirenópolis, Resende Costa e São João Del Rei, esta procissão é acompanhada de banda de música. Ao chegar onde será celebrada a missa solene, a festa muda de caráter, passando a celebrar a Paixão de Cristo. É narrado o Evangelho da Paixão, e segue a Liturgia Eucarística como de costume.

O sentido da festa do Domingo de Ramos tratar tanto da entrada triunfal de Cristo em Jerusalém, e depois recordar sua Paixão, é que essas duas datas estão intensamente unidas. A Igreja recorda que o mesmo Cristo que foi aclamado como rei pela multidão no domingo, é crucificado sob o pedido da mesma multidão na sexta. Assim, o Domingo de Ramos é um resumo dos acontecimentos da Semana Santa e também sua solene abertura.

Em muitas igrejas, as folhas de palmeira são guardadas para serem queimadas na Quarta-feira de Cinzas do ano seguinte. A Igreja Católica considera as folhas abençoadas como sagradas.















Postar um comentário

0 Comentários