Últimas Notícias

Feriado prolongado não teve registro de óbitos na região de Guarapuava

Ao todo, Polícias Rodoviárias Federal e Estadual registraram 6 acidentes e 14 feridos

As Polícias Rodoviárias Federal e Estadual divulgaram o balanço das operações do feriado na região de Guarapuava. Os dados divulgados apontam para uma diminuição no número de acidentes com relação aos números do mesmo período no ano passado. Além disso, não houve nenhum óbito nas estradas da região.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), nestas rodovias, a Operação Finados teve início na última quinta feira (1) e foi concluída na noite desse domingo (4). Na região de Guarapuava, atendida pela Unidade Operacional (UOP) Guará, foram 3 acidentes resultando em 3 feridos. Durante o feriado, as equipes fiscalizaram 225 veículos e 224 pessoas. Foram realizados 89 testes de bafômetro sem nenhum resultado positivo. No total, 37 condutores foram flagrados em ultrapassagens indevidas e 9 veículos foram retidos por não estarem em condições de rodar por questão de segurança ou problemas de documentação.

Já nas rodovias estaduais da região de Guarapuava, a operação da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) deste ano teve um dia há menos, com relação ao ano passado. Em 2018, houve queda no registro de óbitos diminuindo de 1 para 0 neste trecho das rodovias. Com relação as ocorrências, houve aumento nos registros com relação a 2017, no número de feridos. Isso porque, segundo a PRF, dos três acidentes registrados este ano, em apenas um deles, 8 pessoas que estavam em um mesmo veículo ficaram feridas. O caso ocorreu em Campina do Simão, na PR-825. Com tal fato, o total de feridos neste ano ficou em 11 vítimas. No mesmo acidente, a PRE registrou a única prisão do feriado, já que um dos motoristas do veículo envolvido estava embriagado. Houve ainda, aumento no recolhimento de veículos, saltando e 2 para 5. O número de autuações diminuiu de 124 para 83 ocorrências e, em virtude do mau tempo, houve também uma diminuição no montante de veículos fiscalizados de, aproximadamente, 18%.

Fonte: redesuldenoticias.com.br



Postar um comentário

0 Comentários