Últimas Notícias

5º Pedal dos Mestres de Roncador foi um grande sucesso!

33 municípios foram representados no incrível desafio de 145.44 quilômetros, com altimetria de 4.300 mts.

Neste domingo 04 de novembro, foi realizada a 5ª Edição do “Pedal dos Mestres de Roncador”, organizado por amigos amantes do pedal de Roncador e de Fábio Gruchoski (Korujão) de Mato Rico, foram mais de 140 ciclistas presentes, vindos de todo estado do Paraná de 30 municípios e de três do estado de Mato Grosso do Sul, somando 33 municípios com o anfitrião Roncador.

Cidades participantes:

1. Pitanga, 2. Juranda, 3. Goioere, 4.Jaguapitã, 5.Guaraci, 6. Ubiratã, 7. Roncador, 8. Mato Rico, 9. Guaira, 10. Curitiba, 11. Cruzeiro do Oeste, 12. Umuarama, 13. Apucarana, 14. Palotina, 15. Perola, 16. Nova Cantu, 17. Assis Chateaubriand, 18.Turvo, 19. Campo Mourão, 20. Peabiru, 21. Tapejara, 22. Londrina, 23. Toledo, 24. Jandaia do Sul, 25. Apucarana, 26. Maringá, 27. Cascavel,  28, Araruna, 29.  Arapongas, 30. Entre Rios sendo estes do estado do Paraná, 30. Navirai, 31. Iguatemi, 32. Dourados, 33. Do estado de Mato Grosso do Sul.

A saída foi as 04h da manhã da praça Moysés Lupion, ciclistas passaram por trechos de três  municípios ao longo do trajeto sendo eles: Roncador Mato Rico e Pitanga, onde os ciclista puderam apreciar as belezas naturais da região. Os participantes tomaram um café reforçado na chácara do Chalita as 4h30 e almoçaram durante o percurso em Mato Rico, onde na oportunidade pararam e saborearam frango assado, arroz, salada e mandioca.

O percurso percorrido pelos mestres foi de 145.44 quilômetros, com altimetria de 4.300 mts, uma das maiores do Brasil atingida em apenas um dia segundo os participantes e que, só acontece em Roncador, devido ao grau de dificuldade que a região oferece. Os participantes começaram a chegar a partir das 17h, com expressão de cansaço, porém, felizes por ter conseguido concluir mais este desafio.

 “O desgaste é muito grande, pois são 14 horas de pedal, apesar de não haver premiação, há o prazer indescritível que a prova proporciona, não há valor que pague as belezas encontradas pelo percurso, bem como a amizade que fazemos em cada encontro”, afirmam alguns participantes que receberam medalhas de participação as quais tem um valor inestimável segundo eles.






































Postar um comentário

0 Comentários