Últimas Notícias

Emater ampliará atendimento a agricultores familiares na Comcam com novas contratações



A nomeação nesta semana de novos funcionários do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), pela governadora Cida Borghetti (PP), irá ampliar o atendimento na região da Comcam para pelo menos 5 mil famílias de pequenos produtores rurais que passarão a ser atendidos por técnicos do Instituto.

Em todo o Estado foram nomeados 255 novos funcionários a região de Campo Mourão, foi contemplada com 18 novos profissionais, sendo 10 engenheiros agrônomos; 3 técnicos em agropecuária; 1 veterinário; 2 zootecnistas, 1 assistente social; e 1 economista doméstico, eles serão empossados em julho e iniciam as atividades em agosto deste ano. De acordo com o gerente regional da Emater de Campo Mourão, Jairo Martins de Quadros, a nomeação dos novos funcionários recompõe o quadro da Emater, após o Plano de Demissão Voluntária (PDV), autorizado pelo governo estadual neste ano.

“O concurso da Emater foi feito em 2014, na época de quase 17 mil candidatos, 400 passaram, destes vinham 26 para Campo Mourão, como a contratação na época foi parcial, apenas 1143 para o estado, destes vieram 8 para a região, com a autorização da Governadora Cida o Estado vai contratar os demais 255, assim virão os 18 que faltavam para a nossa região”, explicou Quadros.

Os profissionais atuarão nos seguintes municípios: Barbosa Ferraz, Roncador, Engenheiro Beltrão, Peabiru, Araruna, Corumbataí do Sul, Moreira Sales, Ubiratã, Iretama, Janiópolis, Nova Cantu, e Campina da Lagoa. “Com este grupo vamos aumentar e muito o trabalho com a agricultura familiar na região”, ressaltou Quadros.

Segundo ele, a oferta de vagas para os profissionais,obedeceu a critérios de prioridades entre eles o IDHM e número de agricultores familiares que é o público prioritário por município e considerou a escolha dos candidatos por colocação no concurso. “Não fomos nós que escolhemos quem ia para cada município, as vagas prioritárias e funções foram elencadas com base nas realidades municipais ainda em 2014, quando o concurso foi realizado”, emendou.

Segundo Quadros, o público prioritário são agricultores familiares que precisam de mais interferência do estado com deficiências em organização rural, associativismo e cooperativismo, têm dificuldades de comercializar sua produção e precisam melhorar a sustentabilidade de suas atividades pensando na qualidade de vida e sucessão familiar. “É aí que entra a Emater”, falou. Segundo ele, os novos contratados atuarão nas funções básicas do Emater do fututo que sãocoordenação de ATER assistência técnica e extensão rural, prestar assistência técnica e gerir políticas públicas, convertendo os trabalhos no aumento da produção e renda do agricultor familiar.

Os novos servidores passam nos próximos meses pelo CINE- capacitação inicial dos novos estensionistas, uma metodologia de integração para estimular a participação dos novos colaboradores, onde recebem conteúdo específico sobre extensão rural, o Estatuto do Servidor Público, realidade municipal e regional, resolução de problemas, entre outros.

Fonte- Adaptada de Walter  Pereira - Tribuna do interior - Campo Mourão.




Postar um comentário

0 Comentários