Últimas Notícias

PRF triplica apreensão de drogas no Paraná

Foto ilustrativa

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 16,2 toneladas de drogas no primeiro trimestre deste ano no Paraná. O resultado mais que triplicou em relação ao mesmo período de 2017, quando 4,7 toneladas foram apreendidas.

De janeiro a março deste ano, os policiais rodoviários federais apreenderam no estado 15,9 toneladas de maconha, 241 quilos de crack e 93 quilos de cocaína. No primeiro trimestre do ano passado, os agentes da PRF haviam apreendido 4,2 toneladas de maconha, oito quilos de crack e 486 quilos de cocaína.

A maior apreensão de maconha foi registrada pela PRF em Alto Paraíso, na região noroeste do Paraná, no último dia 24 de janeiro, quando 7,2 toneladas foram apreendidas.


Foto: Divulgação PRF
O total de armas de fogo apreendidas pela PRF em território paranaense mais que dobrou. Passou de 28 para 62 armas. E o total de munições subiu de 4.589 para 8.383 unidades, um crescimento de 82,7%.

Após 20 km de fuga, PRF prende homem com 288 quilos de maconha na Grande Curitiba
Neste primeiro trimestre, os policiais rodoviários federais apreenderam ainda 3,9 milhões carteiras de cigarro contrabandeadas do Paraguai. O montante é 25,8% superior ao do primeiro trimestre de 2017, quando 3,1 milhões de carteiras foram apreendidas.

Ao longo de todo o ano passado, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu 53,1 toneladas de drogas, 21,6 milhões de carteiras de cigarro, 277 armas de fogo e mais de 42 mil munições no Paraná.

Apreensões da PRF no Paraná

1º trimestre de 2018

15,9 toneladas de maconha
92,9 quilos de cocaína
241,1 quilos de crack
Total de drogas: 16,2 toneladas
3,9 milhões de carteiras de cigarro
62 armas
8.383 munições
71 pessoas presas por tráfico de drogas
1º trimestre de 2017

4,2 toneladas de maconha
486,3 quilos de cocaína
8 quilos de crack
Total de drogas: 4,7 toneladas
3,1 milhões de carteiras de cigarro
28 armas
4.589 munições
68 pessoas presas por tráfico de drogas

Fonte: Por Andreza Rossini – Paraná Portal - Via Portal o Vale 

Postar um comentário

0 Comentários