Prefeituras terão dificuldades para pagar 13º dos servidores por causa da crise, adverte AMP

O presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) e prefeito de Santo Antônio do Sudoeste, Ricardo Ortina, advertiu hoje que a grave crise financeira enfrentada pelas prefeituras tornará mais difícil o pagamento do 13º salário aos servidores públicos municipais.

Ortina disse que, mesmo com os valores recebidos pelos municípios referentes à repatriação de recursos enviados ao Exterior, as prefeituras enfrentarão dificuldades para honrar seus compromissos financeiros neste final de mandato dos atuais prefeitos. "Não teremos a mesma receita que tivemos em 2015, que já foi um ano de recessão. É um problema que afetará sobretudo os pequenos municípios, que mais dependem das receitas federais para pagar suas contas”, avaliou.

Ações na Justiça

A repatriação rendeu R$ 285 milhões às 399 prefeituras desde abril, mas o valor é insuficiente para garantir a receita necessária aos municípios. Por esta razão, a AMP recomenda às prefeituras que ingressem com ações na Justiça para obterem mais recursos desta fonte.

Isto porque, atualmente, Estados e Municípios têm direito a receber - como parte da repatriação - apenas o montante obtido com o Imposto de Renda. Mas a multa fica inteiramente com a União. Contudo, na semana passada, a ministra Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal), concedeu tutela provisória aos Estados determinando que a União deposite em juízo os valores das multas da repatriação.

Apucarana garante direito

Para garantir o mesmo direito, a AMP orienta as prefeituras a ingressar com ações na Justiça Federal para pleitear os valores referentes às multas. O modelo para o ingresso das ações foi fornecido pela Prefeitura de Apucarana, que obteve liminar favorável na Justiça Federal bloqueando os valores da multa, em benefício do município.  Foi a primeira cidade do Estado a garantir o benefício, conquistado também por Recife (PE) e João Pessoa (PB).

Na próxima semana, lideranças do movimento municipalista se reunirão com o presidente do Senado, Renan Calheiros, para retomar a proposta de que as cidades tenham  o mesmo direito que os Estados. Os repasses referentes à repatriação seguem os mesmos parâmetros do FPM. Os valores variaram de R$ 384,8 mil a R$ 898 mil na maioria dos municípios; de R$ 1 milhão a R$ 3,2 milhões em 63 cidades; Curitiba recebeu R$ 12,8 milhões.

Assessoria de Comunicação da AMP
Compartilhe no Google+

Você e Região

Noticiando e informando com responsabilidade.

"Procure olhar com os olhos de sua alma e verás nas coisas simples grandes valores."
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Março
05 a 11 Farmácia Pague Menos
12 a 18 Farmácia Santa Clara
19 a 25 Farmácia Imperial
26 a 01 de Abr Farmácia Drogafarma

Abril
02 a 08 Farmácia São Marcos
09 a 15 Farmácia Pague Menos
16 a 22 Farmácia Santa Clara
23 a 29 Farmácia Imperial
30 a 06 de Maio Farmácia Drogafarma

Maio
07 a 13 Farmácia São Marcos
14 a 20 Farmácia Pague Menos
21 a 27 Farmácia Santa Clara
28 a 03 de Jun Farmácia Imperial
Junho
04 a 10 Farmácia Drogafarma
11 a 17 Farmácia São Marcos
18 a 24 Farmácia Pague Menos
25 a 01 de Jul Farmácia Santa Clara

Julho
02 a 08 farmacia imperial
09 a 15 farmacia drogafarma
16 a 22 farmacia sao marcos
23 a 29 farmacia pague menos
30 a 05 de Ago farmacia santa clara

Agosto
06 a 12 Farmácia Imperial
13 a 19 Farmácia Drogafarma
20 a 26 Farmácia São Marcos
27 a 02 de Set Farmácia Pague Menos
Setembro
03 a 09 Farmácia santa clara
10 a 16 Farmácia imperial
17 a 23 Farmácia drogafarma
24 a 30 Farmácia sao marcos
Outubro
01 a 07 Farmácia Pague Menos
08 a 14 Farmácia Santa Clara
15 a 21 Farmácia Imperial
22 a 28 Farmácia Drogafarma
29 a 04 de Nov Farmácia São Marcos
Novembro
05 a 11 Farmácia Pague Menos
12 a 18 Farmácia Santa Clara
19 a 25 Farmácia Imperial
26 a 02 de Dez Farmácia Drogafarma
Dezembro
03 a 09 Farmácia São Marcos
10 a 16 Farmácia Pague Menos
17 a 23 Farmácia Santa Clara
24 a 30 Farmácia Imperial

31 a 06 de janeiro de 2017 - Farmácia Drogafarma