Últimas Notícias

Novo lote de ambulâncias do governo estadual para Roncador e região

O governador Beto Richa entregou nesta terça-feira (17), em Curitiba, um novo lote de ambulâncias para ampliar a frota da saúde disponível em todas as regiões do Estado. Foram investidos R$ 7,6 milhões na aquisição dos 80 veículos, totalmente equipados para o transporte adequado de pacientes. Também foram entregues quatro veículos que auxiliarão nas ações do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate).

As ambulâncias são do modelo Renault Master e foram entregues a 77 municípios. Entre os municípios, foram contemplados Roncador e Ubiratã, da região da COMCAM.

“Melhoramos muito o atendimento na área da saúde pública no Estado, mesmo com a ausência de apoio do governo federal, que bloqueou recursos do setor para o Paraná. Conseguimos avançar, garantindo investimentos em programas que ajudam no funcionamento de hospitais públicos e filantrópicos e na aquisição de equipamentos”, disse o governador Beto Richa.

O deputado estadual e secretário do Esporte e Turismo, Douglas Fabrício, acompanhou a solenidade de entrega das ambulâncias, realizada no Palácio Iguaçu. Ele destacou o apoio do governo ao receber as demandas.

“É o atendimento do governador Beto Richa por meio da Secretaria da Saúde do Michele Caputo aos municípios de todo o Paraná. E com a região da COMCAM não é diferente já recebendo investimentos nesta primeira fase. É uma reivindicação antiga para melhorar a saúde. O investimento é fruto do nosso trabalho enquanto deputado e secretário de Estado. Em todas as áreas. No esporte, turismo, saúde e segurança. Estamos mostrando todas as necessidades da região, que felizmente estão sendo atendidas”.

O secretário da Saúde, Michele Caputo Neto, explicou que os novos veículos trazem mais agilidade e segurança aos pacientes. “O transporte de pacientes deve ser feito em veículos que tenham condições de trafegar em nossas estradas. O governo trabalha pensando em todo o Paraná, na sustentabilidade de todas as regiões e esse é um processo que não vai parar”, afirmou.

Postar um comentário

0 Comentários