Últimas Notícias

Mulher é brutalmente assassinada em Quedas do Iguaçu


Uma mulher foi brutalmente assassinada na noite de sexta-feira (26), no Bairro Bom Pastor, em Quedas do Iguaçu. Zilda Alves, de 50 anos, foi baleada e ainda foi agredida a golpes de facão. O autor do crime, marido da vítima, foi preso em flagrante pela Polícia Militar. A motivação do assassinato seria passional.

O feminicídio foi registrado por volta das 21h. A neta de Zilda, uma adolescente de 14 anos, foi quem acionou a Polícia Militar após presenciar o crime. Segundo relatos da jovem, o homem teria agredido a mulher a golpes de facão, além de efetuar um disparo de arma de fogo.

A PM foi até o endereço e encontrou Zilda ferida. Socorristas do Samu foram mobilizados e prestaram atendimento à vítima, que morreu a caminho do hospital. O IML (Instituto Médico-Legal) de Cascavel foi acionado para recolher o corpo.

Após o crime, o suspeito fugiu em um Renault Scenic. A equipe policial realizou buscas e encontrou o homem às margens da PR 484. No carro, foi encontrado o facão utilizado no feminicídio, além de luvas cirúrgicas. Inicialmente, ele negou, mas acabou por confessar o assassinato, afirmando que matou a esposa porque ela teria um caso extraconjugal.

Além de agredir a vítima com o facão, o homem assumiu ter efetuado um disparo de revólver calibre 32 contra ela. A arma, no entanto, teria sido jogada por ele em um matagal às margens da rodovia e não foi localizada pela equipe policial.

A adolescente relatou à PM que o homem havia ameaçado Zilda durante todo o dia. Em consulta ao sistema, também foi constatado que a vítima já havia prestado queixa contra ele.

No momento da abordagem, uma mulher ligou para o celular do suspeito, o qual afirmou que ela sabia de seus planos de assassinar a esposa. A mulher foi localizada na cidade de Três Barras do Paraná e encaminhada, junto ao homem, à Delegacia de Polícia Civil de Quedas do Iguaçu. A polícia deve apurar se houve participação dela no crime. O facão e o veículo também foram apreendidos.

Redação Catve.com - Via diarioreservense.com.br

TRÊS FEMINICÍDIOS EM 12 DIAS 
A violência contra a mulher tem ganhado destaque no Portal RSN. Esse é o terceiro caso de feminicídio em 12 dias, e o segundo esta semana na Região. Na quinta (25) à noite, Soeli Aparecida dos Santos de 45 anos foi morta a tiros pelo ex-marido em Pinhão. 
No último dia 15 de abril, Universinda de Abreu, de 45 anos, conhecida como ‘Versa’, foi assassinada pelo ex-companheiro dentro de casa no bairro Industrial em Guarapuava. O assassino confessou o crime e já foi indiciado por feminicídio.
Informações: redesuldenoticias.com.br

Postar um comentário

0 Comentários