Últimas Notícias

Mulher é brutalmente assassinada pelo ex em Iretama

Um crime brutal chocou a pequena cidade de Iretama na noite desse domingo (3). Marcia Ferreira da Silva, 34, foi morta com várias facadas pelo ex-namorado, identificado como E. de L. do R., 25, que não aceitava o fim do relacionamento. A vítima foi assassinada na garagem da residência da mãe. O autor do crime foi preso pela Polícia Militar (PM) apenas cerca de 3 horas após o assassinato. Ele está detido na cadeia pública da cidade.

Participaram da prisão os policiais militares de Iretama, soldados Gadonski, Felipe, e Marcondes e cabo Lauriano, além dos policiais de Luiziana, soldados Rita e Jociel. De acordo com o soldado Gadonski, o crime aconteceu por volta das 23 horas, na residência da vítima, nos fundos da Igreja Católica, área central de Iretama. A família do autor do feminicídio é vizinha da família da vítima. Marcia morava em uma casa de fundos, na propriedade de sua mãe. Para cometer o crime, o acusado invadiu o quintal da vítima pelos fundos tentando entrar na casa pela janela, mas ao perceber a movimentação ela tentou fugir pela porta da frente com a filha de 7 anos, sendo alcançada pelo rapaz e golpeada a facadas por várias vezes na garagem da residência da mãe. Sem qualquer chance de defesa, Marcia morreu no local. Por sorte sua filha não foi ferida.

A brutalidade com que a mulher foi assassinada chamou a atenção até mesmo da polícia. “Ele correu atrás dela, alcançou e derrubou no chão segurando pelos cabelos desferindo vários golpes de faca em seguida contra a vítima”, detalhou Gadonski.

De acordo com o soldado, o irmão da vítima que estava no banho percebeu os gritos da irmã e saiu no quintal para tentar socorrê-la, mas também foi ferido com uma facada no peito.


O irmão da vítima foi socorrido e encaminhado ao hospital da cidade para atendimento médico. Já o corpo de Marcia foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Campo Mourão e liberado para a família para velório e sepultamento.


Fonte: www.tribunadointerior.com.br

Postar um comentário

0 Comentários