Últimas Notícias

Defesa Civil alerta para as primeiras chuvas com poluentes

Primeiro, a mensagem dizia sobre ocorrência ácida, corrigida depois para 'com poluentes'. Além de problemas na pele, os poluentes podem causar danos em automóveis

Na terça-feira (26), a Defesa Civil emitiu uma nota orientando os paranaenses sobre os cuidados com as primeiras chuvas após o longo período de estiagem no Estado. A previsão é de que volte a chover a partir de sexta-feira (29), após 40 dias de tempo seco, e, por isso, as chances de que aconteça a chamada chuva com poluentes (que num primeiro momento foi classificada erroneamente como ácida) são maiores.

A coordenadoria estadual da Defesa Civil explica que é importante evitar contato com a chuva nesta semana. De acordo com o órgão, substâncias químicas que se acumulam durante o período de estiagem se misturam ao vapor de água e voltam para a terra em forma de chuva com poluentes.

"Dentre os principais responsáveis pelo acúmulo de poluentes estão os incêndios, depois a queima dos combustíveis nos veículos e o lançamento de substâncias por chaminés das indústrias. As substâncias como gás carbônico, monóxido de carbono, partículas de nitrogênio e enxofre liberadas pelo fogo e pela fumaça são lançadas na atmosfera e, por causa do tempo seco, os gases se acumulam", explica, na nota.

Embora muito esperada, a chuva pode se tornar um transtorno. "A dica é que a população evite tomar banho de chuva. As águas dessa época possuem maior incidência de dióxido de carbono e, em contato com a pele, pode ocasionar irritações, principalmente em crianças, que possuem sensibilidade maior". A chuva, em contato com automóveis, também mancha o vidro, formando marcas de gotas de água.

Fonte: CRN1

Postar um comentário

0 Comentários