Últimas Notícias

Coamo reúne 1.500 mulheres cooperativistas no evento FamíliaCoop


Elas vão à luta, são mães, esposas, filhas, donas de casa, empresárias e cooperativistas. São mulheres que sabem aonde querem chegar e têm buscado o crescimento profissional e pessoal. Quando o tema é agricultura, elas fazem bonito e mostram o quanto entendem do assunto.

Com a crescente participação, trabalhando ou apoiando esposos e familiares, ou até mesmo administrando sozinhas empreendimentos rurais, é preciso valorizar e capacitar esse novo perfil de profissionais que dão exemplo de força de vontade e perseverança.

Por este motivo, a Coamo realiza anualmente desde 2008 o Programa Coamo de Integração da Família Cooperativista, oFamíliaCoop, onde cooperadas, esposas e filhas de cooperados estão inseridas na administração rural, no agronegócio e no cooperativismo.

Neste ano, o evento aconteceu nos dias 18 e 19 de setembro reunindo 1.500 participantes de todas as unidades da área de ação da Coamo nos estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Na programação, o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini fez a palestra de abertura enfocando o cooperativismo com a estrutura e os benefícios que a cooperativa disponibiliza para o sucesso da família cooperada na condução, gestão e administração dos negócios.

Na sequência, o engenheiro agrônomo e assessor de Cooperativismo da Coamo, Guilherme Sávio, abordou o programa Gestor Rural  novo programa de gerenciamento lançado recentemente pela Coamo. O professor e consultor João Carlos Oliveira foi atração na segunda parte do evento pelas manhãs abordando o papel das mulheres no cooperativismo com a palestra motivacional Liderança feminina: a importância da rainha no jogo.

No período da tarde, as mulheres visitaram as fábricas de café, óleo de soja, envase, margarinas e moinho de trigo no moderno parque industrial da Coamo, ampliando o conhecimento dos processos e fabricação dos Alimentos Coamo, produzidos com origem, sabor e qualidade, que estão nas mesas dos consumidores em vários estados brasileiros.

Segundo Edileusa Paim, de Aral Moreira, no Mato Grosso do Sul, tudo valeu  a pena. É gratificante estar aqui, pois muitas vezes a mulher não está bem informada e aqui tivemos a oportunidade de crescer. Deixamos todos os nossos compromissos, porque é algo muito construtivo. 

De longe ou de perto elas fazem questão de participar do evento e conhecer melhor a cooperativa que faz parte das suas vidas. Vanda Fioretti, de Mariluz, no Centro-Oeste paranaense participou pela primeira vez e gostou. As palestras são muito produtivas para nós mulheres, a Coamo incentiva e apoia muito a nossa atuação e isso é um bom cooperativismo.

O palestrante João Carlos Oliveira destacou a importância desse trabalho. Falar de cooperativismo é algo encantador, e falar assim nos remete a mulher, que sempre está encantando a sociedade e o mundo. Quando colocamos bem claro essa força da mulher no cooperativismo, é o respeito que temos pela família, pois ela é a base da família. Vendo essa mulher Coamo sendo respeitada e valorizada, vemos outra realidade, e o cooperativismo é assim, é feito de verdade, com carinho e com respeito.

Para o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, o programa FamiliaCoop atendeu o objetivo de manter a família bem informada sobre o sistema e a sua cooperativa Coamo. Com este programa pretendemos valorizar, fortalecer, integrar e incentivar ainda mais a participação da mulher na vida da Coamo. É uma iniciação ao cooperativismo, um evento muito importante que possibilita uma maior integração onde elas ficam sabendo mais sobre o cooperativismo e o dia-a-dia da Coamo, avalia José Aroldo Gallassini, presidente da Coamo.



Postar um comentário

0 Comentários