Últimas Notícias

Programa Família Paranaense vai atender 2,2 mil pequenos agricultores


A Secretaria da Família e Desenvolvimento Social amplia o atendimento do Renda Agricultor Familiar ─ ação do programa Família Paranaense voltada a famílias de baixa renda que vivem na zona rural. Até o final de 2017, o benefício chegará a 2,2 mil famílias nos 156 municípios prioritários do programa – aqueles que detêm os menores índices de desenvolvimento do Estado. O investimento será de R$ 6 milhões.

A secretária da Família, Fernanda Richa, destaca que o Renda Agricultor Familiar já está trazendo novas perspectivas para as famílias que vivem no campo e são acompanhadas pelo programa Família Paranaense.

“Os relatos que recebemos sobre as experiências desse braço do programa são estimulantes. Estamos investindo para que a ação seja ampliada e esteja ainda mais próxima das famílias que mais precisam de nosso apoio na área rural”, disse a secretária.
“Com o valor que recebem, elas podem fazer melhorias em suas casas, aumentar suas plantações, enfim, mudar a situação em que vivem e buscar sua emancipação. Estamos dando condições para que caminhem sozinhas e vivam com dignidade do fruto de seu trabalho”, diz Fernanda.

COMO FUNCIONA – A coordenadora estadual do Família Paranaense, Letícia Reis, explica que, além de serem acompanhadas pelo programa, para inclusão no Renda Agricultor Familiar, as famílias devem viver na área rural, sobreviver da agricultura e ter renda per capita mensal de até R$ 170 por mês.

“Quando selecionadas, elas recebem o benefício fixo no valor de R$ 2 mil ou R$ 3 mil, pago em parcelas de R$ 1 mil. Esse recurso deve ser investido em um projeto pré-definido entre a família e os técnicos da Emater, conforme sua necessidade”, conta a coordenadora.
Segundo Letícia, da elaboração até a implantação do projeto as famílias são acompanhadas e orientadas pelas equipes técnicas do órgão, que também avaliam os resultados alcançados. “São projetos que devem ter como foco a melhoria da qualidade da água e do saneamento e, também, a melhoria da produção de alimentos para o autoconsumo ou para a geração de renda,” explica a coordenadora.

ALCANCE – Lançado em dezembro de 2015, o Renda Agricultor Familiar já atendeu 186 famílias que vivem nos municípios de Antônio Olinto, Arapuã, Bocaiúva do Sul, Doutor Ulysses, Faxinal, General Carneiro, Grandes Rios, Inácio Martins, Ortigueira, Paula Freitas, Porto Vitória e São João do Triunfo.

Segundo  Jairo Martins de Quadros gerente regional do Instituto Emater  “Após o seminário realizado em 22 e 23/03 com a participação dos municípios da região de Campo mourão e Umuarama as equipes estão mobilizando os comitês municipais e seus parceiros para agilizar os trabalhos de busca ativa, cadastramento e inclusão dos beneficiários do programa, várias reuniões foram feitas com as equipes municipais buscando a organização do trabalho”. Concluiu.

Na região da Comcam são 11 municípios prioritários totalizando 1.324 famílias a serem beneficiadas.

Fonte- Adaptada de AEN- Agencia estadual de noticias.

Apoio- Área de comunicação eventos e marketing- unidade regional Emater de Campo Mourão.




Postar um comentário

0 Comentários