Governo do Paraná assina contratos para construção de 517 casas em 11 municípios



O governador Beto Richa e o presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Abelardo Lupion, assinaram nesta terça-feira (22), no Palácio Iguaçu, os termos de uso e prestação de serviço para a construção de 517 novas moradias populares em 11 municípios do Estado. Os empreendimentos têm investimento estimado em R$ 35,3 milhões em recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e são frutos de uma parceria com prefeituras e a Caixa Econômica Federal.

As casas serão construídas em Ampére (62), Farol (27), Florestópolis (66), Mallet (46), Mariópolis (37), Pérola d’Oeste (45), Pinhão (42), Pranchita (22), Rio Azul (103), Santa Maria do Oeste (31) e Terra Rica (36).

A parceria, afirmou o governador, é essencial para a realização dos projetos habitacionais, área que é uma prioridade do governo estadual. “A casa própria materializa um sonho para as famílias, muitas esperando há anos por essa oportunidade, sair do aluguel, tornarem-se proprietárias de uma moradia decente e segura”, afirmou Richa. Por isso, disse ele, o governo estadual concentra esforços nos programas habitacionais.

“Em cinco anos atendemos a 105 mil famílias, incluindo 13 mil unidades rurais, somando casas já entregues, as que estão em construção e as já asseguradas com contratos. Todos os 399 municípios receberam projetos, sem discriminação de política ou partidária. Graças às boas parcerias e ao espírito municipalista do governo estadual.” Participaram da solenidade a vice-governadora Cida Borghetti; o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano, e deputados estaduais.

Os prefeitos enalteceram a iniciativa do Estado e as parcerias. “Vamos poder atender a uma das maiores demandas da população, que é a casa própria. É uma alegria estar aqui para um momento importante para as nossas cidades”, afirmou Rogério da Silva Almeida, de Mallet, que falou em nome dos demais prefeitos.

O governador falou sobre as medidas de ajuste fiscal e ressaltou os resultados positivos para o Paraná. “As receitas transferidas do Estado para os municípios aumentaram em 20%. Levantamento feito por jornais de circulação nacional mostra que apenas dois estados, o Paraná e a Bahia, poderão ampliar investimentos neste ano. A Bahia ampliará em 2% e o Paraná em 21%. Tudo isso é resultado do esforço que fizemos para preparar o Paraná para o enfrentamento da crise nacional”, disse Richa.

MAIS 12 MIL - Na solenidade, o presidente da Cohapar afirmou que, até abril, haverá o lançamento de mais 12 mil casas, comando investimentos de R$ 900 milhões, também com recursos do FGTS. “Este ato de hoje é um símbolo de uma nova fase da habitação do Paraná”, afirmou Abelardo Lupion.

Ele ressaltou que, além dos projetos com recursos do FGTS, a área habitacional do Paraná terá também R$ 130 milhões para investir em projetos de interesse social e realocação de famílias de área de risco. “Vamos atender as famílias que não têm como crescer sem o apoio do poder público”, afirmou. “Além disso, nos próximos três anos, o Governo do Estado fará um grande programa de regularização fundiária. A previsão é regularizar 40 mil terrenos, dando segurança às famílias proprietárias”, disse Lupion.

VIABILIZAÇÃO - A assinatura dos contratos de prestação de serviços com a construtoras para as 517 unidades marca a finalização da fase de viabilização dos projetos, coordenada pela Cohapar, e que envolveu a elaboração dos projetos executivos, loteamento de áreas e obras de infraestrutura para a construção dos imóveis. A companhia também foi responsável pela liberação de pendências técnicas e licenças ambientais, o que permitirá que as obras sigam em ritmo constante.

Além do trabalho realizado pela Cohapar, o governo estadual também participa com os benefícios previstos pelo programa Morar Bem Paraná, que incluem a instalação dos sistemas de energia, água e esgoto dos residenciais. Com isso, o custo final das moradias é reduzido, o que permite também a redução do financiamento a ser pago pelas famílias.

Agora, cabe às empresas vencedoras do processo licitatório a obtenção da aprovação da Caixa Econômica Federal, agente financeiro dos projetos, para a comercialização dos imóveis e início efetivo das obras. Os lotes ficaram divididos entre as empresas Vale Sul, MA Martins, Exact e LB Fernandes.

Projeto valoriza municípios e as famílias, afirmam prefeitos
A prefeita Ângela Kraus, de Farol (Centro-Oeste), disse que a iniciativa vem em boa hora para o município. “Este é um projeto que valoriza Farol e as nossas famílias, que aguardam ansiosas para deixar de pagar aluguel e passar a investir na casa própria”, afirma.

Santa Maria do Oeste (região central) tem, segundo o prefeito Cláudio Leal, um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Paraná e uma grande demanda por moradias. “Por isso, tanto a população quanto nós, gestores do município, estamos ansiosos com o início das obras”, afirmou ele.

Em Mallet, as 46 unidades serão construídas em área próxima do centro da cidade, no antigo campo de aviação. “A Copel e a Sanepar já levaram energia e saneamento. As famílias deixarão de pagar aluguel e terão moradia própria, com toda a infraestrutura”, disse o prefeito Rogério da Silva Almeida. Em Pranchita (Sudoeste), o conjunto habitacional, com 22 unidades, será construído próximo a uma área de lazer, também construída com apoio do Estado. “Além do lazer, as famílias terão acesso fácil a unidades de saúde e escolas”, disse o prefeito Marcos Michelon.

O prefeito de Mariópolis, Márcio Paulek, reforçou a importância da parceria e a posição do governo estadual de priorizar a habitação popular. O município, do Sudoeste, atenderá a 37 famílias. “O governo estadual está ajudando muito os pequenos municípios”, disse Paulek.

Para o prefeito de Ampére, Hélio Manoel Alves, a parceria do governo estadual tem sido fundamental na viabilização de novos empreendimentos. “Já temos cerca de 120 famílias pré-selecionadas para participar do projeto e contamos com o apoio da Cohapar para dar continuidade ao processo, que tem sido satisfatório para o município”, declara.

Confira abaixo a tabela detalhada de unidades e investimentos por município contemplado:


Município                Unidades                     Investimentos                            Construtora
Ampére                       62                           R$ 4.248.796,43                            Vale Sul
Farol                           27                           R$ 1.703.011,49                             MA Martins
Florestópolis              66                            R$ 3.994.570,90                             Exact
Mallet                        26 + 20                     R$ 2.939.059,35                             MA Martins
Mariópolis                 37                             R$ 2.668.112,92                             Vale Sul
Pérola d'Oeste           45                             R$ 3.221.982,13                             Vale Sul
Pinhão                       42                             R$ 2.880.434,35                             Vale Sul
Pranchita                   22                             R$ 1.714.192,71                             Village
Rio Azul                    103                           R$ 7.588.647,62                              MA Martins
Santa M. do Oeste     31                             R$ 1.986.038,91                             Vale Sul
Terra Rica                  36                             R$ 2.318.261,23                              LB Fernandes






Compartilhe no Google+

Você e Região

Noticiando e informando com responsabilidade.

"Procure olhar com os olhos de sua alma e verás nas coisas simples grandes valores."
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Março
05 a 11 Farmácia Pague Menos
12 a 18 Farmácia Santa Clara
19 a 25 Farmácia Imperial
26 a 01 de Abr Farmácia Drogafarma

Abril
02 a 08 Farmácia São Marcos
09 a 15 Farmácia Pague Menos
16 a 22 Farmácia Santa Clara
23 a 29 Farmácia Imperial
30 a 06 de Maio Farmácia Drogafarma

Maio
07 a 13 Farmácia São Marcos
14 a 20 Farmácia Pague Menos
21 a 27 Farmácia Santa Clara
28 a 03 de Jun Farmácia Imperial
Junho
04 a 10 Farmácia Drogafarma
11 a 17 Farmácia São Marcos
18 a 24 Farmácia Pague Menos
25 a 01 de Jul Farmácia Santa Clara

Julho
02 a 08 farmacia imperial
09 a 15 farmacia drogafarma
16 a 22 farmacia sao marcos
23 a 29 farmacia pague menos
30 a 05 de Ago farmacia santa clara

Agosto
06 a 12 Farmácia Imperial
13 a 19 Farmácia Drogafarma
20 a 26 Farmácia São Marcos
27 a 02 de Set Farmácia Pague Menos
Setembro
03 a 09 Farmácia santa clara
10 a 16 Farmácia imperial
17 a 23 Farmácia drogafarma
24 a 30 Farmácia sao marcos
Outubro
01 a 07 Farmácia Pague Menos
08 a 14 Farmácia Santa Clara
15 a 21 Farmácia Imperial
22 a 28 Farmácia Drogafarma
29 a 04 de Nov Farmácia São Marcos
Novembro
05 a 11 Farmácia Pague Menos
12 a 18 Farmácia Santa Clara
19 a 25 Farmácia Imperial
26 a 02 de Dez Farmácia Drogafarma
Dezembro
03 a 09 Farmácia São Marcos
10 a 16 Farmácia Pague Menos
17 a 23 Farmácia Santa Clara
24 a 30 Farmácia Imperial

31 a 06 de janeiro de 2017 - Farmácia Drogafarma